Volumen 16 - Número 47

Culturas de participação em práticas educativas brasileiras fundamentadas pela educação CTS


Suiane Ewerling da Rosa e Roseline Beatriz Strieder

A busca por uma sociedade participativa em temas sociais de ciência-tecnologia constitui um dos objetivos e, também, um dos desafios da educação ciência-tecnologia-sociedade (CTS). Apesar disso, diferentes estudos têm evidenciado poucos aprofundamentos sobre entendimentos referentes a processos democráticos e participativos, como alcançá-los e desenvolvê-los no contexto socioeducacional, em especial no âmbito escolar. Assim, como contribuição a essa perspectiva, a presente pesquisa propõe caracterizar como a participação tem sido trabalhada em práticas educativas brasileiras, por meio de uma análise da produção acadêmica da área de ensino de ciências. Trata-se de uma pesquisa fundamentada em Paulo Freire, referenciais CTS e do Pensamento Latino-americano em Ciência, Tecnologia e Sociedade (PLACTS), tendo em vista que a constituição de uma cultura de participação é um pressuposto orientador deles. O corpus de análise é constituído de práticas educativas brasileiras e o recurso teórico-metodológico utilizado foi a análise textual discursiva, da qual resultaram diferentes culturas de participação. Como encaminhamento, destacamos que há culturas que se aproximam de processos decisórios tecnocráticos e outras que possibilitam mecanismos ampliados de participação. Portanto, este trabalho sinaliza limitações e possibilidades para o alcance de processos democráticos participativos em ações educacionais CTS e um (re)pensar das proposições curriculares, já que esse é um propósito a ser construído.

Palavras-chave: CTS; Paulo Freire; PLACTS; culturas de participação; práticas educativas

Culturas de participación en las prácticas educativas brasileñas basadas en la educación CTS

La búsqueda de una sociedad participativa en temas sociales de ciencia y tecnología es uno de los objetivos y desafíos de la educación con enfoque CTS (ciencia, tecnología y sociedad). Sin embargo, diferentes estudios han mostrado escasa profundidad en el establecimiento de consensos para el desarrollo de procesos democráticos y participativos en el contexto socioeducativo, especialmente en la escuela. A través de un análisis de la producción académica en el área de la enseñanza de las ciencias, este artículo se propone caracterizar cómo se ha trabajado la participación en las prácticas educativas brasileñas. La investigación se basa en conceptos de Paulo Freire y el Pensamiento Latinoamericano en Ciencia, Tecnología y Sociedad (PLACTS), y se apoya en el principio rector que guía dichos conceptos: la constitución de una cultura de la participación. El corpus de análisis está integrado por las prácticas educativas brasileñas y el recurso teórico y metodológico utilizado fue el análisis textual de los discursos que tienen lugar en diferentes culturas de participación. Destacamos que existen culturas cercanas a los procesos tecnocráticos de toma de decisiones y otras que posibilitan ampliar los mecanismos de participación, así como señalamos limitaciones y posibilidades para alcanzar procesos democráticos participativos en las acciones educativas con enfoque CTS y repensar las propuestas curriculares.

Palabras clave: CTS; culturas de participación; Paulo Freire; PLACTS; prácticas educativas

Cultures of Participation in Brazilian Educational Practices Based on STS Education

The search for a participatory society in terms of social issues related to science and technology is one of the main goals and challenges of STS education. However, different studies have shown little depth with regard to establishing an understanding about the development of democratic and participatory processes in the socio-educational context, especially in schools. Through an analysis of academic production in science teaching, this article aims to characterize how participation has been included in Brazilian educational practices. It is based on Paulo Freire’s ideas, as well as on the Latin-American Thought on Science, Technology and Society (PLACTS, due to the initials in Spanish), and is underpinned by the thought that the constitution of a culture of participation is a guiding principle that steers these ideas. The analyzed corpus consists of Brazilian educational practices, and the theoretical and methodological tool used was the textual analysis of statements made in different cultures of participation. We highlight that there are cultures that are close to technocratic decision-making processes and others that enable expanded participation mechanisms. We also stress the limitations and possibilities for reaching participatory democratic processes in STS educational actions and a (re)thinking of curricular propositions.

Keywords: STS; cultures of participation; Paulo Freire; PLACTS; educational practices


Recebimento do artigo: 22/09/2020. Entrega da avaliação final: 28/10/2020.

Suiane Ewerling da Rosa: licenciada em física e mestre em educação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Brasil. Doutora em educação em ciências pela Universidade de Brasília (UnB) e é professora do Centro das Ciências Exatas e das Tecnologias da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Brasil. Correio eletrônico: suiane.rosa@ufob.edu.br. Roseline Beatriz Strieder: licenciada em física pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), mestre e doutora em ciências (ensino de física) pela Universidade de São Paulo (USP) e é professora do Instituto de Física da Universidade de Brasília (UnB), Brasil. Correio eletrônico: roseline@unb.br.


Licencia de Creative Commons
Este artículo está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.