O olhar dos adolescentes em uma visita ao Museo Interactivo de Economía (MIDE), México

 

Luisa Massarani, Jessica Norberto Rocha, Lara Mucci Poenaru, Marina Bravo, Silvia Singer e Emilio Sánchez

 

O objetivo deste estudo exploratório e de caráter qualitativo é compreender a experiência de uma visita a um museu de ciência sob a perspectiva dos visitantes, no caso adolescentes durante uma visita não escolar ao Museu Interativo de Economia (MIDE), na Cidade do México. Sob a perspectiva da ciência-tecnologia-sociedade-ambiente (CTSA), foram analisadas as visitas de cinco grupos, de três a cinco adolescentes cada, em que foram observadas três categorias do foco CTSA: compreensão de assuntos sociocientíficos; formulação de visões próprias e pontos de vista; tomada de decisões de forma responsável e informada. Evidências do protagonismo das formulações e discussões sociocientíficas foram encontrados, tanto durante as interações entre os adolescentes e com os módulos expositivos, quanto com os mediadores. Sugere-se que os adolescentes mobilizaram, de acordo com seus interesses e motivações, saberes e experiências prévias na interação com os objetos museais, de maneira engajada e autônoma, a partir das questões sociocientíficas colocadas em pauta durante a visita ao museu. Foram criadas oportunidades de interação, discussão, aprendizado coletivo e deliberativo, o que ressaltou o caráter dialógico das proposições metodológicas do MIDE, bem como suas contribuições para o favorecimento da cidadania científica dos seus visitantes.

 

Palavras-chave: museus de ciencia; divulgação científica; CTSA; adolescentes

 

 

La mirada de los adolescentes en una visita al Museo Interactivo de Economía (MIDE), México

 

El objetivo de este estudio exploratorio y de carácter cualitativo es comprender la experiencia en un museo de ciencia desde la perspectiva de los visitantes, en este caso adolescentes durante una visita no escolar al Museo Interactivo de Economía (MIDE), en la Ciudad de México. Desde la perspectiva de los estudios sobre ciencia, tecnología, sociedad y medioambiente (CTSA), se analizaron las visitas de cinco grupos, de tres a cinco adolescentes cada uno, en los que se observaron tres categorías del enfoque CTSA: comprensión de los temas socio-científicos; formulación de visiones propias y puntos de vista; toma de decisiones de manera responsable e informada. Se encontraron evidencias del protagonismo de las formulaciones y discusiones socio-científicas, tanto durante las interacciones entre los adolescentes y con los módulos expositivos como con los mediadores. Se sugiere que los adolescentes movilizaron, de acuerdo con sus intereses y motivaciones, el conocimiento y las experiencias previas en la interacción con los objetos del museo, de manera comprometida y autónoma, a partir de las cuestiones socio-científicas planteadas durante la visita al museo. Se crearon oportunidades de interacción, discusión, aprendizaje colectivo y deliberativo, lo que resaltó tanto el carácter dialógico de las propuestas metodológicas del MIDE como también sus aportes para favorecer la ciudadanía científica de sus visitantes.

 

Palabras clave: museos de ciencia; divulgación científica; CTSA; adolescentes

 

 

The Outlook of Teenagers during a Visit to the Interactive Museum of Economics (MIDE), Mexico

 

The objective of this exploratory and qualitative study is to understand a museum experience from the perspective of the visitors, in this case teenagers during a non-school visit to the Interactive Museum of Economics (MIDE, due to the acronym in Spanish), in Mexico City. From a science-technology-society-environment (STSE) perspective, the visits of five groups, each one composed of 3 to 5 teenagers, were analyzed. Three categories of STSE were observed: understanding of the socio-scientific issues, framing of their own visions and perspectives, and informed and responsible decision making. Evidence was found of the protagonism of socio-scientific discussions during the interactions between the teenagers and the expository modules as well as with the mediators. It is suggested that the teenagers mobilized, in accordance with their interests and motivations, their previously held knowledge and experience in the interaction with the objects of the museum, in a committed and autonomous way, based on the socio-scientific issues raised during the visit to the museum. Opportunities for interaction, discussion, and collective and deliberative learning were created, which highlighted the dialogue-based approach of MIDE’s methodologies, as well as its contributions to foster the scientific citizenship of its visitors.

 

Keywords: science museums; science communication; STSE; teenagers

 

 

 

Descargar pdf - Metadatos

 

Recebimento do artigo: 20/10/2018. Entrega da avaliação final: 09/06/2019. O artigo passou por duas instâncias de avaliação.

Luisa Massarani: coordenadora do Instituto Nacional de Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia, da Red MUSA Iberoamericana: Red de Museos y Centros de Ciencia-Cyted, e do mestrado de divulgação da ciência, tecnologia e saúde, Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Brasil. Bolsa Produtividade 1C do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e cientista do Nosso Estado da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). E-mail Esta dirección de correo electrónico está protegida contra spambots. Usted necesita tener Javascript activado para poder verla. . Jessica Norberto Rocha: divulgadora científica da Fundação Cecierj, membro do Instituto Nacional de Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia e da Red MUSA Iberoamericana, docente do mestrado de divulgação da ciência, tecnologia e saúde, Casa de Oswaldo Cruz, Fiocruz, Brasil. Correio eletrônico: Esta dirección de correo electrónico está protegida contra spambots. Usted necesita tener Javascript activado para poder verla. . Lara Mucci Poenaru: pesquisadora e membro do Comitê Científico do Conselho de Pós-graduação e pesquisa do Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Educação do Pará (IFPA), Brasil. Correio eletrônico: Esta dirección de correo electrónico está protegida contra spambots. Usted necesita tener Javascript activado para poder verla. . Marina Bravo: professora e pesquisadora formada em história pela UFF, pós-graduanda em história e cultura africana e afro-brasileira no Instituto Pretos Novos junto à FEUDUC, com sua pesquisa em relações comunitárias e educação no C.E. Guadalajara, em Duque de Caxias, RJ, Brasil. Correio eletrônico: Esta dirección de correo electrónico está protegida contra spambots. Usted necesita tener Javascript activado para poder verla. . Silvia Singer: diretora geral do Museu Interativo de Economia, México. Correio eletrônico: Esta dirección de correo electrónico está protegida contra spambots. Usted necesita tener Javascript activado para poder verla. . Emilio Sánchez: subdiretor de estudos de público e avaliação do Museu Interativo de Economia, México. Correio eletrônico: Esta dirección de correo electrónico está protegida contra spambots. Usted necesita tener Javascript activado para poder verla. . Este artigo foi apoiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)/Casa de Oswaldo Cruz/FIOCRUZ e Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). Insere-se no escopo do Instituto Nacional de Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia, Brasil.

 

 

Licencia de Creative Commons
Este artículo está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.