A Ciência e a Era Atômica nos Textos de José Reis

 

Mariana Mello Burlamaqui, Luisa Massarani e Ildeu de Castro Moreira

 

Neste artigo, analisamos os textos sobre a era atômica e a energia nuclear, escritos pelo cientista José Reis (1907-2002) e publicados nos jornais Folha da Manhã (1925-1959) e Folha de S. Paulo (1960-). Nosso período de análise se inicia no ano de 1947, quando Reis começou a escrever para esta organização jornalística, e finaliza em 2002, ano da sua última publicação e de seu falecimento. Energia nuclear foi um tema de grande destaque em jornais de todo o mundo no cenário pós-Segunda Guerra Mundial. Em seus textos, Reis discute o lado “negativo” da energia nuclear, seu uso para a guerra e os riscos e danos desse uso. Destaca ainda que a responsabilidade moral dos cientistas cresce frente a esses riscos e suas consequências danosas. Reis procurou, também, nesse espaço midiático, sensibilizar a opinião pública sobre os usos dessa energia para fins pacíficos, como na medicina e na indústria. Estas atividades possuíam um caráter social importante, pois ele era um autor que conquistou credibilidade perante a sociedade e seus pares, por conta de sua atuação de destaque na construção da ciência brasileira e na divulgação científica no país.

 

Palavras-chave: divulgação científica, história das ciências, José Reis, cultura e ciência

 

 

La ciencia y la era atómica en los textos de José Reis 

 

En este artículo analizamos los textos sobre la era atómica y la energía nuclear que escribió el científico José Reis (1907-2002) y fueron publicados en los diarios Folha da Manhã (1925-1959) y Folha de S. Paulo (1960-). Nuestro período de análisis se inicia en 1947, cuando Reis comenzó a escribir para el primer medio mencionado, y termina en 2002, el año de su última publicación antes de su muerte. La energía nuclear fue un tema importante en los diarios de todo el mundo en el escenario posterior a la Segunda Guerra Mundial. En sus textos, Reis enfatiza el lado “negativo” de la energía nuclear, su uso para la guerra y los riesgos y los daños de dicho uso. También hace hincapié en que la responsabilidad moral de los científicos crece frente a estos riesgos y sus consecuencias perjudiciales. Sin embargo, Reis también buscó aumentar la conciencia pública sobre los usos de esa energía con fines pacíficos, como los que se dan en la medicina y la industria. Estas actividades tuvieron un valor social: Reis ganó credibilidad en la sociedad y entre sus compañeros debido a su papel destacado en la construcción de la ciencia brasileña y en la divulgación científica en el país.

 

Palabras clave: divulgación científica, historia de la ciencia, José Reis, cultura y ciencia

 

 

Science And Atomic Age In José Reis’ Articles  

 

This paper analyzes the texts on the atomic age and nuclear energy written by the scientist José Reis (1907-2002) and published in the newspapers Folha da Manhã (1925-1959) and Folha de S. Paulo (1960-). Our period of analysis begins in 1947, when Reis started writing for the first newspaper, and finishes in 2002, the year of his last publication before his death. Nuclear energy was a very important topic in newspapers all over the world in the aftermath of WWII. In his texts, Reis stressed the “negative” side of nuclear energy, its use for war and the risks and damages associated to it. He also highlighted how the moral responsibility of scientists increases in front of these risks and their detrimental consequences. However, Reis also attempted to raise public awareness about the use of this energy with peaceful aims, such as in the medical and industrial fields. These activities had a social value: Reis gained credibility among his colleagues and the society due to his prominent role in the development of Brazilian science and the scientific divulgation in his country.

 

Key words: scientific divulgation, history of science, José Reis, culture and science 

 

 

 

 

Descargar pdf

 

Mariana Mello Burlamaqui: doutoranda no Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia (HCTE)/Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). E-mail: Esta dirección de correo electrónico está protegida contra spambots. Usted necesita tener Javascript activado para poder verla. . Luisa Massarani: pesquisadora do Núcleo de Estudos da Divulgação do Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz, coordenadora do Mestrado em Divulgação da Ciência, da Tecnologia e da Saúde e docente do Programa de Pós-graduação em História das Ciências e da Saúde, ambos da Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz, e do Programa de Educação, Gestão e Difusão em Biociências do Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ. E-mail: Esta dirección de correo electrónico está protegida contra spambots. Usted necesita tener Javascript activado para poder verla. . Ildeu de Castro Moreira: professor do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro. E-mail: Esta dirección de correo electrónico está protegida contra spambots. Usted necesita tener Javascript activado para poder verla. . Este projeto conta com apoio do CNPq (400231/2015-8). Agradecemos ao então Departamento de Popularização e Difusão da Ciência e Tecnologia do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (agora Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), em particular a Douglas Falcão, pelo apoio ao Acervo José Reis, atualmente localizado na Casa de Oswaldo Cruz, projeto ao qual este estudo está vinculado. Agradecemos, também, à Folha de S. Paulo e especialmente a Marcelo Leite, Cipriano Pombo e Luiz Carlos Ferreira, por nos ter recebido no acervo do jornal e cedido o material para análise. Por fim, mas não menos importante, agradecemos à Família José Reis por ceder o acervo, em particular ao filho Marcos e ao neto Ricardo.