Volumen 8 - Número 24

Capacitação e inovação tecnológica em micro e pequenas empresas: estudo de uma aglomeração produtiva de transformados plásticos no estado de Santa Catarina, Brasil


Carla Cristina Rosa de Almeida e Silvio Antonio Ferraz Cario

O processo de desverticalização das grandes empresas tem contribuído para maiores possibilidades de atuação competitiva das micro e pequenas empresas (MPEs). Quando inseridas em aglomerações produtivas locais, estas firmas podem usufruir de externalidades positivas, que facilitam à superação de dificuldades relacionadas ao tamanho. Nesse sentido, este artigo tem por objetivo analisar a divisão de trabalho entre as MPEs do sistema produtivo local de produtos transformados de plástico da região Norte do Estado de Santa Catarina-Brasil. Com foco nas dinâmicas inovativas e interativas, pretende-se compreender as características da inserção das MPEs e as conseqüências dessa inserção em termos de capacitação tecnológica. Os resultados obtidos a partir da pesquisa de campo, composta por 25 empresas pertencentes aos segmentos de embalagens plásticas e artefatos diversos de plásticos, apontam que as empresas inseridas no sistema produtivo desenvolvem capacidade inovativa através de interações entre os agentes que, ainda que sob formas passivas e incipientes, estão resultando em externalidades positivas e criando sustentabilidade das condições competitivas locais, em particular das MPEs.

 

Palavras-chave: aglomerações de empresas, dinâmica tecnológica, indústria de produtos de plástico, Santa Catarina-Brasil

 

 

Strategic outsourcing of large firms offers multiple possibilities for competitive performance of micro and small enterprises (MSEs). When these firms are inserted in local production systems, they can enjoy of positive externalities that make it easier for them to overcome difficulties related to size. This study analyzes the division of labor between the MSEs of local productive system of processed plastics in the State of Santa Catarina, Brazil. Based on innovative and interactive dynamics of the MSEs, it aims to examine the characteristics of the insertion of these firms and the consequences of this insertion in terms of technological capability. The results of a survey of 25 firms belonging to branches of plastic packaging and various plastic products indicate that companies develop innovative capacities through interactions among agents under passive and incipient forms. At the same time, these interactions also promote positive externalities and create local competitive advantage, especially for smaller companies.

 

Key words: local-productive agglomeration, technological dynamics, industry of plastic products in Santa Catarina-Brazil


Licencia de Creative Commons
Este artículo está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.